terça-feira, 8 de março de 2016

Homenagem às Mulheres







No princípio, quando o Grande Arquiteto estava materializando o universo, os dias contemplados para a Sua Obra estavam chegando ao final, Ele já havia manifestado todas as benesses da Sua prodigiosa imaginação e, para tanto, tinha se exaurido de todos os materiais e ferramentas que alocara para tão magnânima tarefa.



No entanto, ainda Lhe faltava mais um elemento de Sua Construção, era a Mulher. Mas, como já havia findado seus recursos, o Ser Supremo viu-se frente a um dilema sobre como proceder para materializar a última peça do Seu Magnum Opus.



Felizmente, um anjo que lhe assessorava, aproximou-se e cochichou algumas palavras ao Seu ouvido e, naquele momento, Deus fitou-lhe com um olhar que apenas Sua gratidão poderia exprimir e, simultaneamente, começou Seu trabalho para criar a Mulher e, para tanto, coletou os seguintes atributos que estavam disponíveis no Seu universo e foi formando o novo ser com...



A perfeita curvatura da lua, as sinuosas linhas das pétalas de rosas, a constante vibração das cascatas, a fineza do vôo do condor, a delicadeza de uma borboleta, a leveza dos flocos de neve, o florescer da natureza primaveril, a alegria dos girassóis, as lágrimas do orvalho da manhã, a imprevisibilidade do vento, a euforia dos cães, a timidez dos coelhos, a vaidade do pavão, a suavidade do peito dos pássaros, a vivacidade dos gatos, o brilho e a firmeza do diamante, a doçura do mel, o ardor do leão, a tristeza da escuridão, a solidão dos lugares inóspitos, a caridade da natureza, a virtude do sol, a sabedoria das plantas, a coragem da águia e, nesta formação, adicionou à estrutura a chama cálida do fogo, o frio estável das geleiras e a firmeza da terra.



Depois, começou a formatação física desenhando o rosto com a forma da lua, a testa como um arco de flecha, as sobrancelhas como folhas de cinamomo, os olhos infinitos como os dos peixes, o nariz como uma flor de sésamo, os lábios carnudos e deliciosos como a fruta do mango, o queixo firme como um arrecife, o pescoço modelado como uma concha, a cintura fina como as leoas, os braços firmes e suaves como galhos de árvore nova, os seios perfeitamente modelados como a simetria das laranjas, as pernas rijas e sinuosas como os cipós, os dentes reluzentes como brilhantes, os cabelos longos e macios como plumas, mãos firmes e delicadas como violetas, pés seguros e confiantes como os lobos e acrescentou o caminhar com a graça e a suntuosidade de um galo, a voz harmônica como o canto dos pássaros e os toques gentis como a brisa do verão.



Ademais, mesclou dosagens equivalentes de sensualidade e espiritualidade, crença e inteligência, formas graciosas e sentimentos sutis e, como amálgama de coesão, agregou rios de fé, mares de esperança, oceanos de amor até que, finalmente, de tão satisfeito e eufórico que estava com Sua própria obra, outorgou à Mulher o mais augusto de todos os atributos, o poder de ser o Gênesis da Humanidade.



Então, após concluir a ultima peça de Sua Venerável Obra, Deus, e o Anjo que a tudo assistia, olharam-se com visões que são inexprimíveis por meio de palavras, mas que preencheram todo o infinito com as mais augustas moléculas.



Finalmente, Deus regalou à Sua última criação o Sopro da Vida e a presenteou ao mundo enquanto sussurrava ao universo a seguinte máxima: “a Mulher é uma benção que fiz ao Homem e o Homem é uma benção que fiz à Mulher”



PARABÉNS a todas as mulheres pelo DIA INTERNACIONAL DA MULHER!!!



Com amor e carpe diem,



Tadany


Cargnin dos Santos, Tadany. Homenagem às Mulheres. www.tadany.org®
Enviar um comentário