sexta-feira, 24 de maio de 2013

Aprender é ... Viver.




DR2.jpg


Um día compreendemos que amar nos faz crescer, mas por vezes sentimos-nos sós e verificamos que as nossas carícias, os nossos abraços e as nossas doces palavras se perdem.


Um día compreendemos que a dor chega, recordamos tudo o que aprendemos sofrendo, pois queremos fugir para onde não nos encontrem.


Um día compreendemos que todos temos medo, que não deviamos voltar a confiar, que não deviamos voltar a amar depois de uma desilusão, que não deviamos confiar mais, pois os seres humanos são tão imperfeitos... mas sentimo-nos frágeis e voltamos a amar.

Um día compreendemos que tudo deve ter um sentido, mas quando as coisas não acontecem na maneira correcta, algo nos oprime e nos deixa desiludidos com a vida e com a pessoa que amamos.

Um día compreendemos que a magia está surgindo no ar, esperando ver nos olhos de alguém o Amor, mas quando nos apercebemos que foi um sonho, apaga-se a luz e sentimos o que é real afinal.

Um día compreendemos que uma só chama pode valer tudo, que podemos iluminar o mundo com o nosso olhar, com o nosso sorriso, ou com as nossas palavras e não desejamos parar, mas paramos porque somos seres humanos e temos medo.

Um día compreendemos que nem tudo é o que parece, que há quem parece voltar atrás no que tanto dizia querer, que quer apanhar tudo, que joga com a vida de outro sem pena e piedade, que o egoismo é mais forte do que o amor que sente.

Um día compreendemos que a vida é um suspiro, tão curta que quase não há tempo para pensar, que apenas o mais importante é sermos sinceros connosco mesmos, pensarmos que não somos perfeitos, mas que há que lutar por sermos honestos e dignos da vida que temos.

Um día, talvez, talvez tarde demais, compreendemos que a única lei universal, que a única coisa que não deves esquecer nem deixarmos morrer, é o amor que nasce em nós...


Abraços e beijinhos de Luz,

José
Enviar um comentário