sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Flores e Mulheres...






Não me canso de achar semelhanças na natureza das flores e das mulheres...
Flor é vida...
Flor encanta...
Flores trazem boas energias aos ambientes onde estão...
As flores são lindas e tem para todos os gostos...
As flores têm o seu perfume característico, umas com mais ou menos intensidade, mas todas têm...
As flores precisam de cuidado, de atenção nos dias frios, de alimento súbtil e constante, de carinho, de dedicação...
As flores ficam mais bonitas quando são cultivadas correctamente, mesmo aquelas que parecem esquisitas e sem cor...
As flores são caprichosas...
As flores só mostram o que tem de bom para quem pensa merecer...
As flores podem demorar meses para mostrar a sua beleza, mas basta um desabrochar orvalhado para compensar a espera...
As flores procuram a luz para solidificar as suas formas e para motivar o sol a nascer todos os dias...
As flores são delicadas, mas possuem força para suportar a chuva e os ventos, surpreendendo a nossa observação...
Algumas flores têm espinhos..
As flores, se não tiverem a nossa atenção da maneira que precisam, murcham e nunca mais nos encantam com a sua beleza...
A beleza das flores pode variar de uma clássica Margarida tradicional até uma exótica Orquídea. Mas sempre há beleza...
As flores podem parecer frágeis e indefesas, mas sabem como escolher o ser que as irá polinizár..
Eu sinto que no meu jardim existem muitas flores por abrir...
São muitas as semelhanças e sei que descobrirei mais ao longo do tempo. Mas é claro que não posso igualar uma mulher a uma planta.
Apenas acho lindo e interessante as semelhanças belas e comuns...
Se as mulheres fossem flores eu gostaria de ser o jardineiro, não o dono do jardim...



 

 Abraços e Beijinhos,

José






"Não sou como a abelha saqueadora que vai sugar o mel de uma flor, e depois de outra flor.
Sou como o negro escaravelho que se enclausura no seio de uma única rosa e vive nela até que ela
feche as pétalas sobre ele; e abafado neste aperto supremo, morre entre os braços da flor que elegeu."

Roger Martin du Gard





 
Enviar um comentário