quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Trabalhando e Servindo




TRABALHANDO E SERVINDO
Se quiseres trabalhar servindo, sem preocupação de ganho excessivo, ninguém mentalizará as conquistas que te felicitarão a existência.
Sejam quais forem os entraves que te busquem afastar do serviço a fazer, não te detenhas.
Quando não puderes caminhar regularmente, arrasta-te para as atividades que te esperam.
Se não consegues produzir o muito que desejas, realiza o pouco, segundo as tuas possibilidades.
Diante dos obstáculos maiores que te impeçam abraçar os próprios encargos, recorda que servir com paciência, aceitando as próprias inibições, é uma tarefa estimulante, em benefício dos companheiros.
Sofrendo críticas, desculpa e esquece.
Não te fixes nas dificuldades quer porventura te visitem e, sim, agradece à Divina Providência o amparo que tens recebido.
Nunca te acomodes com o desânimo nem te entregues à queixa.
Ser útil é um privilégio.
Auxilia para o bem dos semelhantes, quanto isto se te faça possível.
Louva o necessário de que te dispões sem te enganares com as ilusões do supérfluo.
E ainda mesmo que tudo te pareça hoje problema e sombra, continua trabalhando e servindo alegremente, na certeza de que amanhã o Sol de Deus te trará novo dia, abençoando-te a brilhar.
Francisco Cândido Xavier, “Espera servindo”




Enviar um comentário