quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Hoje...

 
 

Hoje...

Hoje senti a tua falta
Difícil seria não sentir
Os dias não são os mesmos sem o teu sorriso
É intrigante como nos acostumamos rápido com tudo o que é bom...
Acostumei-me contigo
Deixei-me iluminar pela tua luz
Como se houvesse uma maneira de me esconder dela?

Hoje lembrei-me de ti
Como se raro fosse lembrar-te...
Mas lembrei-me do teu olhar...
Do brilho dos teus lindos olhos brilhantes
Lembrei-me do teu jeito de comer
Lembrei-me das tuas expressões...
De como gosto de te ver...
Quando ficas perto a demonstrar emoções

Hoje foi mais um dia que me fez perceber
Perceber o quanto tu me fazes falta
O quanto especial te tornaste na minha vida
O quanto sentir a tua presença me faz bem
E ainda que eu me engane
Que nada mais seja além de uma fantasia
Obrigado pelos momentos!!!
Sempre me trouxeram satisfação e alegria

Não encontro uma palavra única para te definir
Talvez não te conheça o suficiente
Talvez nunca possa te conhecer mais que isso
Talvez já não haja oportunidade para nós...
Talvez Tu sejas o que a vida vai ficar a dever-me
É difícil eu sei
Mas quem sabe talvez...
Talvez, Tu sejas o meu anjo...

Por vezes penso que Tu não és de verdade
É complicado acreditar em alguém
Que consegue ser surpreendente a cada gesto
Que consegue ser mais fascinante a cada instante
Alguém que me faz desejar que o mundo pare por um momento
Simplesmente para eu ter a oportunidade de olhar...
De te olhar por um pouco mais de tempo

E quanto a mim?
Acho que não sei dizer...
É apenas uma confissão
Uma tosca tentativa de demonstrar a minha admiração
Meu carinho e é provável...
Que um pouco do Meu Amor e da minha paixão
Do pouco que sei de ti
Do pouco que sei da nossa história
E de algumas coisas tuas que me acompanharão
Para sempre nas minhas memórias...
Abraços e beijinhos.
José

Enviar um comentário