quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Caminhar olhando o Céu




 



 

 


 
Penso e acredito que todos nós, nesta nossa passagem, temos um destino, uma missão a cumprir.
Devemos procurar afastar os medos e as pedras que vamos encontrando nos caminhos que percorremos.
Precisamos de prestar mais atenção ao presente, ao agora!
Creio que não devemos olhar para trás, devemos estar no presente e seguirmos em frente,
sempre em frente, com os olhos fixos no Céu.
Não temos mais tempo a perder, temos muito que fazer, de forma consciente, nesta longa caminhada.
Mesmo que o cansaço chegue não devemos cair no desânimo.
A nossa fé no Universo ajuda-nos sempre a encontrar um Anjo que nos dê a mão e nos auxilie a transpor as dificuldades.
Efectivamente, o caminho é nosso, mas temos sempre uma ajuda divina que nos auxilia por toda a vida.
A nossa estrada começa no dia em que nascemos e termina quando chega a hora de partimos para regressar a Casa.
Apesar do ritmo alucinante dos nossos tempos, devemos parar um pouco, para cuidarmos dos corpos.
Precisamos alimentá-los para adquirir energia vital e enfrentarmos o novo amanhã.
Um amanhã com a certeza de que o Sol estará presente, irradiando um brilho intenso de luz a dar-nos momentos de Paz, de Amor.
Nesta caminhada, solitária, devemos apreender a reflectir com mais clareza sobre tudo o que nos rodeia.
Existem momentos em que um vazio nos assombra e toma conta de nós.
Nestes momentos, devemos pedir ajuda ao nosso Anjo para encontrarmos a nossa direcção e nunca nos deixe sós.
Não deveremos seguir o caminho dos outros, ninguém se deve desviar da sua rota para seguir os passos alheios.
Cada um de nós tem que seguir seu próprio percurso e fazer o seu próprio processo.
Que nunca por nunca a nossa “pressa” em chegar nos deixe de fazer sentir a felicidade de ver as flores dos jardins,
de ouvir o canto dos pássaros, de sentir a brisa acariciando-nos a pele, de ouvirmos o barulho do silêncio.
Se percebermos que estamos a caminhar na direcção “errada”, que tenhamos sempre a humildade e a coragem de voltar atrás e recomeçar.
Um recomeço sem culpas, sem medos, tomando a nossa direcção “certa” com a certeza de que a nossa fé
estará presente para nos amparar e ajudar a encontrar o nosso caminho.
Abençoemos a Vida, pois ela é inequivocamente:
Um Presente do Céu!

Abraços e Beijinhos,
José
Música de Fundo: Ana Moura - Velho Anjo




Enviar um comentário